Páginas

terça-feira, setembro 08, 2015

"E se estiver sofrendo como eu, em silêncio, sozinho em seus próprios pensamentos, eu te perdoo.
Porque esta dor também é minha, sei o quanto dói e o quanto aperta... o quanto sufoca, às vezes...
Só não entendo essa pose. Essa nossa pose. Mania de fingir que está tudo bem, atuar.
Porque, é o que me pergunto todos os dias...  Mas quer saber?
Eu não...
 
Deixa o mundo nos dar o que ele tiver pra nós...
 
No fundo, sei que o melhor ainda está por vir..."
 
 

Nenhum comentário: