Páginas

sábado, fevereiro 26, 2011

Esse texto não é sobre você

"É, você tinha razão. Hoje já não sei mais se te quero, a inconstância voltou. Não quero você mas também não quero mais ninguém. Sabe, eu vou escrever um livro e queria poder te contar, você vai estar nele, de alguma forma. É um livro fictício, mas sei que colocarei suas características em um dos protagonistas, não tem jeito. Você é o único que entende meus surtos, meu amor e desamor, meu ódio da vida e do mundo e me dava forças pra continuar lutando contra tudo, mesmo quando estava longe. Mas hoje você tá mais longe do que longe, digo, você está intocável, infalável. Sem você aqui tá tudo meio sem sentido, mas tenho tentado achar meu caminho. O fato é que te carrego comigo o tempo inteiro e tudo que vejo me lembra você, mesmo não te querendo, ainda lembro de você do meu lado, simplesmente porque seria impossível esquecer. Às vezes me sinto um furacão de encrenca, por onde passo arrumo uma. E você era o único que sabia lidar com esse turbilhão de emoções todo atropelado e embaralhado que sou eu. Veja bem, esse texto não é sobre você. É apenas pra dizer o que não consigo. Hoje o sol já havia se posto quando passei pelo rio, lembrei de você."

Nenhum comentário: